Resultado do 1° Torneio de KeyForge

porrudson Posted jun 17, 2019

Resultado do 1° Torneio de KeyForge

O 1° Torneio de KeyForge foi um sucesso graças a esse pessoal incrível que foi jogar conosco!

Deixamos aqui o registro e os parabéns aos 3 primeiros colocados, Luana Siqueira, Ramon Moure e Tiago Honorato, em especial para a Luana Siqueira, a grande vencedora do dia, a qual não tirou este sorriso do rosto por todo o evento.

Ler mais
porrudson Posted jun 15, 2019

Primeiro Torneio de KeyForge da Boards4u

Torneio KeyForge Relaxed

O objetivo do torneio é promover um encontro entre os jogadores, um momento para se conhecer e divertir. Portanto, o torneio é para todos os jogadores. Devemos ter a participação de vários novatos e por isto solicitamos a cooperação de todos no auxílio dos colegas.

Ler mais
porJuliana Boasquevisque Posted abr 3, 2019

O Bom do Videogame

E se pudéssemos reviver a década de 90, tempo em que passávamos nossos fins de semana na casa dos primos ou dos amigos tentando zerar aquele jogo do qual todo mundo está falando, ou ansiosos por aquele cartucho super disputado na locadora e ser o primeiro a locar?

Ler mais
porrudson Posted out 4, 2018

Yokohama – Review de Quinta

No início da era Meiji, Yokohama se tornou um grande centro comercial, passando de uma pacata cidade de pescadores para um importante porto estrangeiro no Japão.

Ler mais
porrudson Posted out 4, 2018

Projeto Gaia – Review de Quinta

Em Projeto Gaia, somos os mentores de uma raça alienígena, dentre 14 diferentes facções, em um setor longínquo do espaço. Empenhados em guiar nossa civilização para alcançar prestígio e desenvolvimento, entramos em uma corrida pacífica por colonizar novos sistemas, terraformar planetas, explorar recursos minerais, expandir o comércio no setor, desenvolver novas tecnologias e firmar alianças entre mundos, espalhando assim nossa influência econômica e cultural.

Ler mais
porJuliana Boasquevisque Posted set 20, 2018

Jamaica – Review de Quinta

Ahoy, marujos! Todos a bordo para uma corrida de navios piratas ao redor da ilha de Jamaica, neste divertido jogo dos designers Malcolm Braff, Bruno Cathala e Sébastien Pauchon, para 2 a 6 jogadores, com partidas com duração média de 45 minutos. Este é um jogo com as mecânicas Rolagem de Dados, Ação Simultânea e Gestão de Mão, com uma complexidade 1,64/5 de acordo com o BoardGameGeek.

Ler mais
porJuliana Boasquevisque Posted set 6, 2018

Invasores do Mar do Norte – Review de Quinta

Em Invasores do Mar do Norte, somos guerreiros nos anos centrais da era Viking, tentando impressionar o Chefe, saqueando populações desavisadas, coletando provisões, contratando mais tripulação, pilhando ouro, ferro e gado e, inevitavelmente, morrendo com glória em algumas batalhas nas mãos das Valquírias.

Ler mais
porJuliana Boasquevisque Posted set 3, 2018

Boss Monster – Review de Quinta

Boss Monster é  um cardgame dos designers Johnny O’Neal e Chris O’Neal, com duração média de 30 minutos. Dentre as mecânicas do jogo, estão Gestão de Mão, Leilão, Eliminação de Jogadores e Toma Essa! Este é um jogo simples, de complexidade 1,81/5 de acordo com o BoardGameGeek.

Ler mais
porJuliana Boasquevisque Posted set 1, 2018

Grand Austria Hotel – Review de Quinta

Grand Austria Hotel é um jogo dos designers Simone Luciani e Virgínio Gigli, com arte de Klemens Franz, lançado em 2015 e, no Brasil, em 2018 pela PaperGames. Um jogo para 2 a 4 jogadores (ou partida solo com regra da casa), com duração de 60 a 120 min que trabalha com as mecânicas Colecionar Componentes, Rolagem de Dados, Ação/Movimento Programado, Ordem de Fases Variável e Seleção de Cartas. Um jogo de complexidade 3,23/5 de acordo com o BoardGameGeek.

Ler mais
porrudson Posted ago 31, 2018

Terraforming Mars – Review de Quinta

Com esta temática Sci-fi, Terraforming Mars o transporta para um fascinante desafio, terraformar o nosso planeta vizinho, Marte. O jogo é envolvente e o tema está muito bem representado, garantindo uma imersão empolgante no processo de transformação de Marte. Uma pitada de ciência aqui, um pouco extrapolado ali e, porque não, uma fantasiada tecnológica e pronto, estamos envolvidos no processo de terraformação:

Ler mais